MARCAS DE GUITARRAS

Como vimos na introdução do artigo sobre guitarra, o mercado de instrumentos cresceu muito, fazendo com que muitas empresas investissem em fabricação e montagem para conseguir boas relações de custo x benefício para guitarristas amadores e profissionais. Como consequência, ao longo dos anos surgiram muitas marcas de guitarra, e vale a pena mencionar algumas das mais conhecidas. Vamos organizar essa lista mostrando prioritariamente marcas de alta qualidade. Você pode conferir os modelos mais conhecidos dessas marcas nesse artigo: Modelos.

Marcas de Alta Qualidade

  • Fender: Já falamos bastante sobre a Fender em outros artigos, essa é uma marca que dispensa comentários. Quem pensa na palavra “guitarra” facilmente associa um modelo de Fender na sua cabeça, pois foi a percursora do ramo. É de se admirar o fato de que até hoje sejam produzidos captadores com tecnologia da década de 50, pois isso significa que o timbre Fender já era excepcional desde as suas primeiras fabricações. Obviamente, a marca se expandiu e fabrica muitos outros instrumentos e acessórios hoje, mas sua principal frente sempre foi e sempre será a guitarra.  Para quem não tem dinheiro, existem também alguns modelos mais populares e acessíveis vendidos por marcas administradas pela Fender, como a Squier.
  • Gibson: Assim como a Fender, a Gibson foi uma percursora do ramo, e teve a capacidade de produzir guitarras tão boas que impediram que a Fender tivesse um monopólio. Essa briga de gigantes é boa para nós músicos, pois faz com que empresas de ótima qualidade precisem reduzir seus preços para conquistar o mercado. No tópico de captadores nós já mostramos um pouco sobre a característica dessa marca. A faixa de preços Gibson obviamente depende muito do modelo da guitarra, mas situa-se próximo aos preços Fender (pois são concorrentes do ramo).
  • Ibanez: Foi a primeira marca de instrumentos japoneses a ter destaque no mercado mundial. Ficou muito famosa por produzir modelos voltados ao virtuosismo/velocidade, tornando-se a preferida dos “fritadores”. É a guitarra usada pelos guitarristas Joe Satriani e Steve Vai. Ícone do ramo quando o assunto é performance.
  • Music Man: Apesar de ser um pouco menos conhecida do que as anteriores, a Music Man merece muito respeito por ser uma divisão da Ernie Ball, empresa de produtos musicais fundada em 1930. Possui guitarras de altíssima qualidade, tendo como usuários guitarristas como John Petrucci e Steve Morse.
  • PRS: Também menos popular que Gibson e Fender, mas produzindo guitarras de alto nível (desde a madeira e os captadores até o acabamento e design). Para quem não conhece, é a marca utilizada pelo guitarrista Santana.
  • Gretsh: Possui modelos clássicos, semi acústicos, muito usadas no jazz e alguns modelos de hard rock também. Belas guitarras de qualidade excepcional. Essa marca foi utilizada por Elvis Presley.
  • Rickenbacker: Assim como a Gretsh, a Rickenbacker possui modelos clássicos muito valorizados no mundo todo. Ficou famosa quando seus instrumentos foram utilizados pelos Beatles, The Byrds e The Who.
  • Dean: A Dean fabrica modelos de guitarra dos mais variados (e ousados), sendo muito utilizada no metal. A qualidade das guitarras pode ser deduzida a partir dos seus utilizadores, entre os quais estão Michael Angelo Batio e Dave Mustaine.
  • BC Rich: Assim como a Dean, a BC Rich trabalha com uma ampla gama de modelos voltados para o metal com designs bem estilosos para o ramo.
  • ESP: A ESP é uma marca de guitarra norte americana relativamente recente, mas produz ótimos modelos com design bem moderno.
  • Schecter: Possui alguns modelos bem interessantes e de alta qualidade. Assim como outras marcas, já passou por altos e baixos por mudanças na direção da empresa e fabricação de modelos em massa, mas atualmente é sólida e reconhecida. Yngwie Malmsteen e Mark Knopfler são exemplos de guitarristas que ajudaram a consagrar a marca.
  • Epiphone: Era a maior concorrente da Gibson no ramo de guitarras semi acústicas, mas acabou enfraquecida com a segunda guerra mundial e foi comprada pela rival. Hoje a Epiphone possui muitos modelos para a linha de hard rock, com preços relativamente acessíveis. Passou pela mão de guitarristas muito famosos também, e possui assinaturas específicas como a linha Zakk Wylde.
  • Jackson: Apesar de ter menos expressão que a Ibanez, as guitarras Jackson também são voltadas ao virtuosismo, possuindo bons modelos com braços finos e velozes. Ótima relação custo x benefício.
  • Charvel: Boa linha de guitarras voltadas para o metal. Foi ganhando nome juntamente com a linha Jackson no início dos anos 80.
  • Tagima: Não poderia ficar de fora dessa lista, já que foi a primeira marca brasileira a produzir guitarras em escala mundial. Possui modelos para atender guitarristas de todos os níveis (desde os modelos mais baratos até os mais caros). Em seu grupo de Endorsers podemos destacar nomes como Edu Ardanuy, Juninho Afram e Cacau Santos. Já teve Kiko Loureiro também nesse grupo, que depois virou endorser da Ibanez.

Como avaliar uma marca de guitarra

Vale lembrar que cada marca citada possui muitos modelos distintos, alguns melhores do que outros. Acima de tudo, a definição de quão boa é uma marca ou um modelo vai depender do gosto pessoal de seu utilizador. Quando o assunto é música, existe muita polêmica e discussão sobre quais são os melhores timbres, o melhor toque e o mais bonito design, afinal a percepção de cada pessoa é diferente.

Tentamos aqui apenas dar uma orientação para quem está procurando conhecer boas marcas de guitarra. Essa lista não tem a intenção de ser excludente ou limitante. E claro, o valor que você está disposto a pagar também conta muito na definição de uma guitarra boa. Em breve estaremos adicionando nessa lista marcas um pouco mais baratas e de boa relação custo x benefício.