THE PINPRICKS, o excelente rock alternativo, com um toque feminino

Ao vivo nos palcos desde 2015: “The Pinpricks” com o baixista Nils, o baterista Rico e a vocalista Ronja com vocais e guitarra. Juntos, eles são imparáveis!

Onde outros perseguem as últimas tendências, os Pinpricks de Kiel transformam o melhor do passado em algo fresco e actual.
Esses três jovens músicos apareceram profissionais desde o início. Eles não falam muito, começam imediatamente!

O rock clássico pertence aos anos 70? Absurdo! Os Pinpricks provam que o rock incondicional ainda está vivo e para ficar. Esta jovem banda revive o rock clássico e o blues de uma maneira totalmente nova.
Em 2018 os The Pinpricks tocaram no Open Flair Festival no palco principal com artistas como In Flames, Bad Religion e Beatsteaks.

Ronja mostra-se a verdadeira mulher de armas na frente da banda, assumindo o papel de guitarrista com excelentes dotes técnicos e vocalista com um poder vocal impressionante, gritando com uma rouquidão típica de banda de hard-blues rock, grunge, rock alternativo.

Secção rítmica da banda e muitíssimo bem oleada mostrando muita coesão e entrosamento entre os membros do colectivo.
A tenra idade do projecto poderia-nos levar a pensar que são uma banda inexperiente, mas eles demonstram precisamente o contrário, especialmente nas suas prestações ao vivo, com uma explosão e atitude fantásticas, mostrando que estão prontos para enfrentar palcos enormes e grandes multidões, ansiosas por compartilhar a fantástica sensação de assistir a musica orgânica feita ao vivo.

Vimos seguindo a banda a algum tempo e estávamos na expectativa de ouvir as suas novas canções. Após escutar exaustivamente o seu primeiro Ep ”hunger” de 2018  e confirmar agora definitivamente todo o seu valor e potencial neste novo trabalho.

A simpatia, entusiasmo e prontidão como receberam o interesse da GS em escutar o seu novo trabalho levo-nos a ser presenteados com a oportunidade de poder ouvir as novas canções, mesmo antes do lançamento oficial que será a 24 de Dezembro deste ano, o que nos deixa felizes e ao mesmo tempo empolgados na divulgação deste projecto de jovens músicos com imensa qualidade.

8 canções, que duram ao longo de cerca de 25 minutos, deixam a sensação de sucesso garantido nas críticas que irão surgir a este “Bait”

O disco começa e assim continua por quase todo ele de forma rápida e directa, com um baixo empolgante e dominante, bateria bem forte e acelerada em todas as músicas.

Com riffs de guitarra curtos e pausados, com espaço para devaneios e solos por parte de Ronja, que acompanha vocalmente de forma igualmente rápida, forte, e estridente, mostrando toda a sua capacidade de grandiosa executante de guitarra.
Destaque na canção número 7 para uma versão de “foxy lady” de Jimi Hendrix , executada de forma brilhante e também para a versão acústica do tema “Get Out” numa versão simplista executada apenas com guitarra e voz.

No final da audição deste disco, ficamos com a sensação de termos saído de um combate de boxe, onde levámos uma grande tareia e precisamos de relaxar um pouco…EXCELENTE!

O disco esta disponível neste momento para pré-reservas através deste link:

https://www.toanol-records.com/shop/de/musik/cd/78/the-pinpricks-bait-cd-preorder

Formação:
Ronja Kaminsky: Voz/Guitarra
Nils Degenhardt: Baixo
Rico Kobarg: Bateria