THE GODIVA conquistam público portuense com os novos temas

A equipa da Guitarscream deslocou-se até ao Hard Rock Café Porto, no passado dia 31 de Outubro, para assistir ao concerto especial Halloween de The Godiva.

Chegámos ao Hard Rock Café no Porto às 22h, e a casa começava a ficar composta, no que concerne ao público. Encontrámos elementos de outras bandas nortenhas, imprensa, fãs da banda, e até turistas.

Foto: Luís Miguel Azevedo

A banda entrou em palco por volta das 23h, e começaram a mostrar para o que vinham. Com o seu Death Metal Melódico, a apresentando orquestrações “orelhudas”, cativou a atenção de todos os presentes.

Assistimos a uma actuação com empenho, qualidade superior, de uma banda que cada vez mais se destaca no panorama do metal nacional. São das poucas bandas nacionais com uma preocupação na imagem que apresentam em cima do palco, e nesta actuação mostraram esse cuidado, enquadrando a sua imagem à música que tão bem executam.

Os temas apresentados no concerto irão fazer parte do novo álbum que a banda irá gravar brevemente, dando desde já uma boa amostra daquilo que vem aí. Temas que foram construídos para serem os melhores da carreira da banda.

Aguardamos com expectativa este novo trabalho.

Na sala esteve um público entusiasta da banda, onde até alguns turistas presentes ficaram agradados com aquilo que estavam a assistir por parte de uma banda Portuguesa.

Biografia da Banda:

The Godiva é uma banda de Death Metal Melódico / Sinfónico formada em Setembro de 1999.
Desde o início que The Godiva procurou ser uma banda notada pela sua sonoridade característica que, por um lado, permitisse a distingui-la das restantes bandas e, por outro, criar uma identidade própria. O primeiro registo dos The Godiva, em formato promo-CD, data de 2000 e intitula-se “Tales to Be Untold”. Simbolizou os primeiros passos de uma banda com vontade de ferro e ambição para ir mais além.
O ano de 2002 coincidiu com o lançamento do segundo registo de The Godiva com a produção a cargo de Rui Danim e Luis Barros (Tarântula) nos estúdios Rec n’ Roll. Este registo, intitulado “Traces of Irony”, foi um importante marco na afirmação de The Godiva, enquanto uma banda a ter em conta pela crítica em geral.
Já em 2007, The Godiva apresentou um novo trabalho, o álbum “Spiral”, gravado e produzido nos Ultrasound Studios por Daniel Cardoso (Sirius, Anathema).
“Spiral”, à semelhança de “Traces of Irony” em 2002, foi um marco na carreira de The Godiva, tendo recebido óptimas críticas e aceitação no panorama nacional e internacional.
A banda entrou depois num período letárgico, até que, após um longo hiato, voltou em força e em meados de 2018 lançou o single “Empty Coil”, gravado e produzido por André Matos nos Raising Legends Studios e que fará parte do novo álbum da banda a ser lançado algures no início de 2019, ano em que a banda celebra 20 anos de existência.

Membros da Banda:

Pedro Faria – voz (vocals)
Ricardo Ribeiro – guitarra (lead guitar)
André Matos – guitarra / orquestrações (rhythm guitar / orchestrations)
A. Sampaio – baixo (bass guitar)
Eduardo Sinatra – bateria (drums)

FOTOS: LUIS MIGUEL AZEVEDO