DANKO JONES, o power trio que conquistou noite Alemã

Antes de começar a escrever o que quer que seja, gostaríamos de agradecer imensamente à Bad Taste Empire a oportunidade única de assistir e fotografar numa enorme sala, no coração da Europa, Munique (OlympiaHalle).

O concerto realizou-se no passado dia 8 de Novembro, numa das maiores salas alemãs, e um dos artistas seleccionados, do qual confesso ser fã desde longa data, é um senhor no universo do Power trio, DANKO JONES e companhia fazem parte de uma “nata” de artistas que serão lembrados por gerações.

Convidados para abrir os concertos da tour mundial dos Dinamarqueses Volbeat, juntamente com os norte-americanos Baroness, tour que também passou por Portugal recentemente.

Numa sala praticamente cheia na altura em que entraram em palco, os canadianos DANKO JONES tocaram cerca de 35 minutos e apresentaram algumas músicas novas do seu último disco datado deste ano, “A Rock Supreme”, e alguns dos seus êxitos mais antigos, destilando toda a força das suas canções de hard rock cru, directo e com refrões orelhudos, e letras que contam histórias que só Danko consegue interpretar.

Acredito que apesar de não serem ”headliners”, ter sido a primeira banda da noite não terá deixado um sabor agridoce, pois ainda recentemente Danko criticou o público americano, que simplesmente não aparece para ver as bandas que abrem grandes espectáculos. Neste caso, na Europa, o público está presente e respeita quem vem primeiro.
Resumindo, excelente prestação dos canadianos num ambiente que lhes é merecido, salas enormes cheias de público com abertura para novas experiências.

A segunda banda convidada da noite foram os norte-americanos Baroness, que apresentaram o seu Sludge Heavy Rock, para um público que não era claramente o seu. No entanto soube respeitar a banda, perante um concerto esforçado em tentar agradar, e proporcionar bons momentos aos presentes, agradecendo a presença de um fiel grupo de fãs que os tem acompanhado todas as noites nesta tour europeia, assim como a presença de todos, dando uma oportunidade para ouvir as suas músicas.

Uma pausa um pouco mais demorada, para preparar o enorme palco, e o público aguardou ansiosamente pela banda grande da noite.

Os Volbeat são um fenómeno de sucesso na Alemanha, e o seu núcleo de fãs abrange todas as idades e gostos musicais. A prova disso é uma sala enorme como o Olympiahalle , com lotação para 15500 pessoas lotada numa sexta feira fria em Munique.

Os dinamarqueses são uns senhores em palco.Com muitos anos de experiência, sabedoria, virtuosismo, capacidade comunicativa, simpatia e simplicidade. Conseguiram facilmente cativar o público alemão e deram um espectáculo memorável, do mais alto nível profissional.

Apresentaram as canções novas, do seu mais recente álbum de estúdio “Rewind, Rebound, Replay” e claro, os seus êxitos mais antigos. Tocaram ainda uma versão de uma música de Johnny Cash e Danko Jones subiu ao palco para dar uma ajuda numa das cancões.

Noite fantástica, num espectáculo com uma incrível organização, demonstrando uma classe que acaba por ser normal em eventos desta amplitude em Munique, e podemos dizer que fomos mimados como nunca antes anteriormente.

Veja aqui as fotos de HELDER MARTINS (em Munique, Alemanha)