KORTO | O novo som do Rock esteve no Porto

A Guitar Scream esteve presente no concerto dos KORTO (band Camp) francesa, produzida pela GRITOS.

Os Korto é uma experiência nova de rock, que viaja entre “Beatles” e “Green Day”, mas em plenos anos 2019. Numa forma peculiar de fazer seu trabalho, os Korto tem uma personalidade própria. É notável que sejam bons músicos e muito jovens, o suficiente para deleitarem-se da sua música como numa experiência de laboratório, ao mesmo tempo que impressionava a pequena platéia do CCOP; um lugar meio”vintage” com bons ares para eventos no centro do Porto.

Os jovens rapazes com visiveis diferenças de personalidade, mas com uma união espectacular de sons, vozes, e instrumentos bem afinados, arrancaram fortes palmas . Formados por Guitarra, Baixo e Bateria, o PowerTrio dividia-se entre a timidez do Guitarrista/Vocalista Marius Mermet , o equilibrio resiliente do baterista Léo Mo , e a impressionante fonte de energia vital do Baixista Clément Baltassat. Este último destacava-se pelo persistente movimento viceral que contrastava com a doçura das palavras à platéia.

Durante os 45 minutos de execução, os Korto nos mostraram um futuro não muito longe daquilo que um dia vai estar nas “Disco” com pegada rock. Com uma linhagem psicológica, um incrível trabalhado instrumental e a postura credível de quem começa sua carreira e aposta todos as suas maiores capacidades, os Korto sabem muito bem onde vão chegar.

Os festivais nacionais devem observar atentos à desenvoltura de bandas como os Korto, porque eles trazem algo que nos lembra qualquer coisa do passado, ao mesmo tempo que nos leva à um mar de sons, nunca antes “navegado”. Este tipo de conceito sempre atraiu pouca gente no inicio mas com o tempo, essas bandas se tornaram famosas. Sem dúvida! E também por isso, os Korto tem uma expressiva digressão pela Europa incluindo muitas datas entre Março e Agosto deste ano.

Com um estilo denominado de “Synthepop e Space Punk”, podemos dizer que eles são umas das figuras precursoras dessa nova onda do Rock, algo entre a potência sonora, os instrumentais ácidos alinhada à calções e meia até o joelho. Anarquia de sons!

Texto: Verônica Mourão

Fotos: Ana Raquel Costa

Conheça a Música: Hot Rock