BAIRRADA…famosa no leitão e no metal |reportagem|

A 13 de Outubro o País foi invadido por uma tempestade… dessas que agora ganham nome ao nascimento. Foi então adiado o segundo dia do Bairrada Metal fest, para uma data a acertar entre as bandas presentes.

As bandas que tinham sido escolhidas para o segundo dia do Bairrada foram os Diesel Humm (Vagos – PT), os Terror Empire (Coimbra – PT), os GodVlad (Aveiro – PT), e os conceituados Bizarra Locomotiva (Lisboa – PT) que se encontravam numa digressão, festejando os 25 anos de existência.

A data foi encontrada e no passado dia 15 de Dezembro, na localidade de Ancas (Anadia), realizou-se o segundo dia da 4ª edição do Bairrada Metal Fest.

E a GS esteve presente, mais uma vez mimada pela simpatia das gentes da Bairrada, tendo encontrado uma casa muito bem preenchida com os “homens de preto” ansiosos por ouvir bom metal. Foi uma noite marcada com apenas bandas nacionais… e que noite!

A abertura do “salão de baile” esteve ao encargo da banda oriunda da capital do metal (Vagos), os Diesel Humm. Foi um concerto marcado pela energia que distingue esta banda das outras, e com aquele espirito que marca as que realmente “respiram” o puro heavy metal. Quem assiste a um concerto dos Diesel Humm, e se fechar os olhos, imagina facilmente uma longa estrada marcada pelo som das Harley Davidson com uma banda sonora onde o metal é rei.

A banda que se seguiu foi os poderosos Terror Empire, com o seu Thrash Metal tocado de forma exemplar, e que fizeram os metaleiros presentes abanarem os ossos… e de que maneira!

Os Terror Empire estão munidos de músicos de eleição que sabem executar o Thrash Metal, e que sabem o que fazem e o que querem fazer no futuro. Uma banda com a capacidade de estar presente em qualquer palco nacional e europeu. Foi o “poder do senhor” em cima do palco.

Seguiu-se os aveirenses GODVLAD, que trouxeram ao palco do Bairrada um power metal melódico. A presença dos sintetizadores de Paulo Martins trazem o brilho típico deste instrumento ao metal.

Foi um concerto marcado pelo ambiente psicadélico dos sintetizadores, pela bateria ritmada, e pela voz vinda de uma esquizofrenia musicalmente saudável. Uma banda a seguir no futuro…

A noite terminou com a casa em êxtase e ansiosa por ouvir e ver a banda mítica nacional, e que comemorava os seus 25 anos de existência, os BIZARRA LOCOMOTIVA.

Em relação ao concerto dos Bizarra pouco há a dizer, pois estamos perante uma banda nacional com 25 anos de carreira, marcada por sucessos e muita estrada. O seu metal industrial, bem como a personagem encarnada pelo seu vocalista Rui Sidónio, fazem das actuações deste conjunto verdadeiras peças teatrais. Rui Sidónio enfrenta os temas como se tivesse a ser alvo de um exorcismo, vivendo de forma intensa a mensagem que os temas querem fazer chegar aos seus fãs.

Esta edição do Bairrada Metal Fest foi um sucesso, e desde já queremos agradecer a amabilidade com que fomos recebidos.

Voltaremos em breve com mais notícias acerca do BMF, pois já existem confirmações para a próxima edição.

Bairrada Metal Fest vista pela GUITARSCREAM

Bairrada Metal Fest vista pelo Hélder Martins