[Nacional] TERROR EMPIRE “partem a louça toda”, em Coimbra

A GS assistiu ontem à apresentação do novo álbum dos Terror Empire (“Obscurity Rising”), no Massas Club, em Coimbra. Podemos afirmar que estamos perante um dos melhores álbuns de metal do ano.

Chegamos ao Massas Club (Coimbra) por volta das 21h, e a noite prometia. A casa começava a receber os primeiros fãs das várias bandas presentes, e os Secret Chord , vindos de Vila Nova de Poiares, iniciavam a noite com o seu Metal Sinfónico, com a belíssima voz de Raquel Subtil a comandar as tropas. De acordes simples, riffs harmoniosos, solos de guitarra controlados pelo bom gosto, Raquel Subtil dá vida à música que fazem, trazendo uma agradável sonoridade, a esta noite que prometia ser de arromba. A GuitarSream gostou do que ouviu, ficando agendado uma visita a outros concertos da banda, em outros palcos.

Seguia-se a banda INFRAKTOR (de Santa Maria da Feira) com o verdadeiro som do Thrash Metal bem tocado. Malhas poderosas, com riffs estonteantes, e uma batida que só o Francisco Martins sabe dar, nem que a sua bateria fosse um “belíssimo conjunto de panelas Silampos”, pois o Thrash corre nas veias destes homens. Realçamos a actuação de Hugo Silva, que consideramos uma voz e uma presença no palco que irá marcar a diferença da carreira desta banda. As guitarras de Carlos Almeida (Katito) e Ricardo Martins são o “poder do senhor”…Os INFRAKTOR preparam o lançamento do seu primeiro álbum, e com base no que se passou na noite passada (23 de Setembro), acreditamos que a banda poderá vir a ser uma das grandes referências no Thrash Nacional. Resumindo, e quando a banda terminou, a primeira expressão que nos saiu foi ...” que grande jarda” .. continuem rapazes, que o metal português precisa de vocês…  

GRIMLET antecederam à actuação dos TERROR EMPIRE, com o seu Death Metal, vindo da Figueira da Foz. Consideramos a banda, e a sua sonoridade como sendo das melhores sonoridades do Death Metal Nacional. A banda conta já com cerca de 18 anos de palco, e muita experiência. Estes factos são notórios, quando ouvimos a banda e ela nos transporta para “mundo negro” das sonoridades mais extremas do Metal. A banda recordou alguns momentos do inicio da sua, e já respeitosa carreira, tocando mesmo temas de álbuns anteriores. O público interagiu com a banda, onde notámos que estavam presentes muitos fãs, quer da banda, quer das sonoridades do Death Metal. Nada mais a dizer da actuação desta banda, quando estamos perante um conjunto que já pertence à história do Metal em Portugal.

E por fim, Coimbra recebeu a tão esperada actuação e apresentação do novo álbum dos TERROR EMPIRE…o que dizer deste álbum e desta actuação? De forma resumida, é que estes senhores “partiram a louça toda”, e fizeram justiça a todas as críticas que estão a sair, em análise ao seu novo trabalho. É um trabalho estrondoso, com muita ferocidade, poder, e muito Thrash Metal…é do bom e do melhor! A actuação regeu-se pela força do som das guitarras, solos de arrepiar, e o vozeirão de Ricardo, a fazer estalar o verniz às beldades presentes. As novas músicas deste novo álbum, acabam por trazer o thrash metal no seu estado de pureza maior. O concerto de ontem à noite, acabou por relembrar os magníficos sons que se faziam no metal, na década de 80. Para além de aconselharmos todos os fãs de metal a ouvirem o álbum dos Terror Empire, aconselhamos acima de tudo a verem esta banda ao vivo, pois transmitem uma estrondosa energia ao vivo.

Continuaremos atentos à carreira de todas as bandas presentes.

O metal português está de parabéns.